Família Laudato Si’: “Com o movimento, descobrimos outra dimensão da Igreja”

por | fev 25, 2022 | Blog, Capítulos, Notícias e Atualizações | 0 Comentários

“Como diz o Papa, estamos todos interligados, inclusive como família. Com a ajuda de Deus, estamos comprometidos com a Laudato Si’”, diz Linda Sheran. Ela e seu marido, José Luis, estão casados ​​há 15 anos e têm três filhas: Edna María (15), Ana Carolina (13) e Ximena (6). Eles vivem em Tegucigalpa, Honduras e em sua comunidade são chamados de família Laudato Si’. 

Ao conhecerem o Movimento Laudato Si’ (à época chamado de Movimento Católico Global pelo Clima), se apaixonaram pela ideia de se tornarem Animadores Laudato Si’

Primeiro, foram a mãe e a filha mais velha, durante uma Semana Laudato Si’; logo depois foram o pai e a filha do meio, durante o Tempo da Criação. Os quatro membros da família foram certificados como animadores, com uma assistente de luxo para seus projetos: a pequena Ximena.

“Sempre gostei de temas relacionados ao cuidado do planeta”, diz Edna María, que não hesitou em iniciar o treinamento quando sua mãe o sugeriu. A jovem, que também adora jardinagem, idealizou um projeto final com plantas suculentas para se certificar.

Para Linda, a experiência foi muito enriquecedora: “As plantas da casa são o nosso primeiro contato com a natureza e os elementos pelos quais nos sentimos responsáveis. Então, na troca de plantas, as pessoas se envolvem e nos contam como cuidam delas. Desse modo, estamos dando a eles gotas do que é o movimento”, afirma.

Todos participaram como família, principalmente Ximena, que gosta de distribuir plantas para as pessoas da comunidade. “Com o movimento, descobrimos outra dimensão da Igreja. Nos sentimos parte de uma Igreja integral que nos chama a uma formação que não descuida de nenhum aspecto”, diz Linda. 

Mas a preocupação com Laudato Si’ também surgiu no pai da família, José Luis, que na casa sempre foi o encarregado de coletar os resíduos orgânicos para a compostagem, “mas logo passou a olhar para isso na dimensão da fé e do cuidado com a casa comum”, diz sua esposa.

Junto com sua filha do meio, Ana Carolina, fizeram o curso de animadores e o projeto que escolheram como trabalho final foi a coleta de assinaturas para a petição “Planeta saudável, pessoas saudáveis”. “Fizemos isso na paróquia Salvador do Mundo: coletamos 106 assinaturas em duas missas”, disse a jovem.

Para ela o mais importante é aprender e se formar. Ela está lendo a encíclica e participando de todos os eventos online. Seu sonho é poder formar seu próprio círculo Laudato Si’.

Edna María, por sua vez, é “a voz da consciência da família”, como diz sua mãe. “É ela quem nos fala sobre a pegada de carbono, a redução do consumo de plástico, a mudança das pequenas coisas do dia a dia”.

Linda conclui incentivando outros pais: Não limitem seus filhos. Eles têm grandes capacidades: Deus lhes deu seus dons e é nosso trabalho incentivá-los a desenvolver esses dons. Para nós, o movimento tem sido uma oportunidade para todos descobrirem e conhecerem o que há de bom nas nossas filhas e colocá-lo a serviço dos outros”.

Gostou desta história? Dê suas cinco estrelas e deixe um comentário com a sua opinião!

 

Guadalupe García Corigliano
Guadalupe García Corigliano

5 2 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments
trackback
11 meses atrás

[…] em inglês e em espanhol, com diversas histórias ao redor do mundo, como a história da família Laudato Si ‘de Honduras, vietnamita comprometidos com a petição, ou cartunistas encorajando uma conversão […]

trackback
11 meses atrás

[…] Veja o exemplo desta família de Honduras […]